Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cduriotinto



Domingo, 31.03.13

TRANSPORTES – SOBRE A NOVA LINHA 12

Recentemente a linha 804 - STCP - Hospital de S. João-S. Pedro da Cova, que passava e servia, entre outras a Rua Senhor do Calvário e a Av. da Conduta, foi desviada para a Av. D. João I, passando a sobrepor-se a outras, como é o caso do 800 e 801 que circula na mesma avenida, embora com inícios e destinos diferentes. 

Essa sobreposição para além da surpresa, casou algumas dúvidas, uma vez que se deixou de servir toda uma zona habitacional, triplicando a sua passagem por outra, além da alteração não ter sido comunicada aos utentes em devido tempo, como mandam as regras de um bom serviço público.

…Mas a resposta não se fez esperar, uma vez que agora surge uma nova linha que fará o percurso Hospital de S. João-Souto. Trata-se da linha 12 da ETG!

Claro que tanto a linha, como o novo percurso são sempre bem-vindos. No entanto há algumas questões que não podemos, nem devemos deixar de questionar e que não passam em claro, tal como fazem outros, que aproveitam a boleia para reivindicar coisas que se esqueceram durante todos estes anos que estiveram no poder.

 

As condições oferecidas pela nova linha, não são as mesmas que estão patentes na 804 da STCP, onde se destaca desde logo a intermodalidade – Andante – e é igualmente preocupante, lembrar que na ETG não se pode viajar com o passe Rede Geral, já que os monomodais terminam precisamente hoje dia 31 e no dia 1 de Abril já não será possível viajar com esse título de transporte.

Segundo informações, a Gondomarense “já” solicitou a adesão da linha 12 ao Andante, para que os utentes possam usufruir da intermodalidade e efectuar o rebatimento com outros meios de transporte. Ora esta atitude é inadmissível e deve ser denunciada, uma vez que a empresa de transportes ETG começou a implementação da nova linha pelo fim.

A situação criada, irá fazer com que os utentes gastem mais dinheiro, caso queiram utilizar a nova linha, tendo em conta que a anterior (804) contemplava a intermodalidade, onde se inclui ainda o Rede Geral.

No entender da CDU, a decisão da introdução desta nova linha devia começar pelo princípio e não pelo fim, como efectivamente aconteceu neste caso… Esta não é a melhor forma de tratar os utentes dos transportes públicos de passageiros e deixa sérias dúvidas quanto a futuras alterações que irão acontecer.

Devemos estar atentos e denunciar sempre que seja necessário e rejeitar os objectivos destas manobras que visam essencialmente a privatização dos transportes, declarados pelo governo, pugnando por um serviço público de transportes ao serviço do povo

A CDU manterá a sua postura de sempre relativamente à defesa dos serviços públicos essenciais, seja nos transportes, nos CTT ou noutros serviços que sejam uma mais-valia para o bem-estar das populações!

 

Rio Tinto, 30 Março 2013

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cduriotinto às 03:04



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

JANTAR 25 DE ABRIL


GABINETE CDU - GONDOMAR


EM DEFESA DOS CTT


FESTA DO AVANTE 2018


adermacchado