Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cduriotinto



Sexta-feira, 23.06.17

SESSÃO SOLENE DO 22.º ANIVERSÁRIO DA CIDADE DE RIO TINTO

MARTA MACEDO 3 - 1.jpg
Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal 
Ex.mo Sr. Vereador da Câmara Municipal
Ex.mos Srs. Presidentes das juntas de freguesia
Ex.mos Srs. Membros das assembleias municipais
Ex.mos Srs. Presidentes das assembleias de freguesia
Ex.mos Srs. Membros das juntas e das assembleias de freguesia
Ex.mos Srs. Convidados
Minhas Senhoras e Meus senhores

Em virtude dos recentes acontecimentos no nosso Pais, queria antes de dar início à minha intervenção manifestar, em meu nome e em nome da CDU de Rio Tinto, as condolências a familiares e amigos das vítimas do incêndio que lavrou na região de Pedrogão Grande.
Deixo ainda a nossa solidariedade para com as populações afetadas que veêm as suas vidas profundamente afetadas por este flagelo que que são os incêndios.
A CDU expressa igualmente homenagem a todos os bombeiros e demais efetivos que, através do seu esforço e abnegado trabalho, continuam no terreno a lutar contra as chamas e a proteger pessoas e bens.
A todos eles, a CDU manifesta o nosso profundo reconhecimento pela enorme coragem e pelo trabalho inesgotável que desempenham. 

Minhas senhoras e meus Senhores,
Celebramos hoje o 22º aniversário da elevação de Rio Tinto a cidade. Embora possa parecer distante no tempo, não nos podemos esquecer que este acontecimento representou o reconhecimento de uma antiga aspiração de baguinenses e riotintenses, que tudo fizeram para que o poder central admitisse a importância das Freguesias de Baguim do Monte e de Rio Tinto no concelho de Gondomar e na região.

Comemoramos por isso não apenas a cidade mas as nossas gentes e os laços que nos unem, a nossa história e cultura locais.
Estas celebrações do Dia da Cidade, à semelhança das comemorações do 25 de Abril, que também todos os anos são levadas a cabo, correspondem desde logo a uma forma de respeitar e enaltecer os homens e mulheres que contribuíram para a liberdade e para o desenvolvimento da nossa terra e das nossas gentes. Procura-se assim evitar o esquecimento de baguinenses e riotintenses que se afirmaram e afirmam pela dedicação à liberdade e às causas desta cidade.
Assim, antes de mais, gostaria de em meu nome e em nome da CDU, prestar homenagem a todos que, ao longo dos anos, contribuíram PARA O DIA que hoje se assinala. 

Baguim do Monte e Rio Tinto, duas freguesias uma cidade.
Duas freguesias marcadamente urbanas, duas freguesias interdependentes, onde as fronteiras se esbatem diariamente no quotidiano das populações. Ambiente, Mobilidade, Acessibilidade, Educação e Inclusão Social não são temas estanques em cada território, são realidades partilhadas diariamente. Realidades que devem ser abordadas não só à escala de cada freguesia mas numa perspetiva de cooperação, procurando encontrar soluções partilhadas para problemas comuns.

É verdade que alguns serviços, importantes para a comunidade, já são partilhados, é o caso dos Bombeiros Voluntários da Areosa-Rio Tinto e no setor dos transportes, a linha do Metro.
Ao nível do ambiente e dos espaços verdes, a Quinta das Freiras com a beneficiação que finalmente recebeu é um espaço de lazer e convívio ao dispor da Cidade.
O futuro Parque Urbano de Rio Tinto, projeto muito defendido pela CDU, embora em diferentes moldes e acima de tudo abrangendo uma área mais extensa que aquela que está prevista, será outra infraestrutura de usufruto pelas duas freguesias.
Saudamos igualmente o arranque da construção do Centro de Saúde de Baguim do Monte, infraestrutura que sempre defendemos, e sem qualquer dúvida um importante serviço público que irá estar ao serviço dos baguinenses, ajudando muito, à melhoria da qualidade de vida nesta cidade.
Mas o elencar de infraestruturas partilhadas não vai muito mais além do que isto. Pese embora a economia de escala que poderia ser retirada com a criação de equipamentos que servissem a cidade.
De salientar que Baguim do Monte e Rio Tinto juntas representam 30% da população residente em Gondomar, no entanto continuamos privados de uma biblioteca.
Para a prática de desporto, continuamos a ser servidos apenas pelos pavilhões das escolas. A construção de um pavilhão gimnodesportivo que pudesse servir a cidade é um passo essencial para a promoção e desenvolvimento da atividade física, com óbvias repercussões nos mais diversos âmbitos.
Em termos de equipamentos culturais pese embora o Centro Cultural de Rio Tinto tenha finalmente regressado ao usufruto da comunidade trata-se de um espaço limitado para a realização de eventos culturais mais alargados.
Na vertente da mobilidade, continua adiada a extensão da linha de Metro. E pelo que se pode verificar, esse adiamento poderá prolongar-se por muitos anos.
É fundamental que se insista com o Governo na importância da ligação da linha de metro à sede do concelho. Esta ligação é fundamental para as populações da nossa cidade, uma vez que continuamos sem uma rede de transportes públicos que permitam o acesso direto ao centro de Gondomar.
Ao nível das linhas de água, elemento natural mas também elo de ligação histórico-cultural das duas freguesias, continuamos sem ações estruturantes para deteção de focos difusos de poluição, reabilitação de margens, deteção de descargas ilegais de saneamento ou uma intervenção abrangente para a separação de redes de águas pluviais de redes de saneamento.
O rio Torto, que há semelhança do rio Tinto também cruza uma área significativa da cidade, não tem vindo a receber igual atenção ou intervenção por parte das entidades competentes. A limpeza e requalificação dos DOIS rios (Tinto e Torto) deve ser uma prioridade. Baguim, Rio Tinto e todo o concelho ficam a ganhar.
Verifica-se assim que passados 22 anos da criação da cidade, Baguim do Monte e Rio Tinto continuam sem um plano de desenvolvimento estruturante e integrado para a cidade. Um plano que tenha em conta a individualidade de cada freguesia mas também as sinergias que podem ser estabelecidas entres ambas.
Hoje é só um dos 365 dias do ano.
Hoje comemora-se a cidade, a cooperação, a parceria mas nos restantes dias voltamos à vivência e gestão autónoma das duas freguesias, submetidas aos desejos da sede do concelho.

Por fim, uma palavra às Associações e Instituições presentes e às que não puderam aqui estar. Salientar a importância que têm para a vida associativa da comunidade e o importante trabalho que prestam às populações. Todas merecem ser lembradas e valorizadas quando se comemora a nossa cidade. Um bem-Haja a todos e todas!
Termino, deixando, aos agraciados o agradecimento pelos atos e comportamentos que tanto nos honram e contribuem para o desenvolvimento da nossa cidade. 

Viva a cidade de Rio Tinto! Viva a Democracia! Viva Portugal!

Muito obrigada!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cduriotinto às 03:06



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




adermacchado